• Wilson Sagae

Aprenda com a mente sinceramente aberta

por Shinichi Tohei


Imagine que nós queremos colocar água em um copo. Se o copo já está cheio de água não podemos colocar mais, então devemos esvaziar o copo antes de colocar uma nova quantidade de água. Este mesmo princípio pode ser aplicado quando aprendemos alguma coisa nova.

Eu instruo mais de 2.000 pessoas cada ano. Além dessas 2.000 pessoas, eu instruo semanalmente 300 pessoas. Desse modo, eu posso observar seu desenvolvimento. Eu tenho percebido que há dois grupos de pessoas. Um grupo de pessoas se desenvolve, mas o outro não. Há uma "diferença" entre eles. Claro que o resultado depende da qualidade de minha instrução a cada pessoa, mas não apenas isso. O que você pensa a respeito?

A diferença está se "eles começam o treino após observar atentamente minhas instruções" ou "eles começam a treinar sem observar atentamente." A diferença depende se eles copiam o que eu instruo diretamente ou se eles baseiam-se em seus próprios pensamentos. Se seus copos mentais estão cheios, então água fresca não pode ser acrescentada.


O mais importante aspecto do aprendizado é "uma mente sinceramente aberta".


Uma mente sinceramente aberta significa nem ser totalmente obediente, nem fazer qualquer coisa que lhes seja dito.


Uma mente sinceramente aberta significa uma atitude de entendimento do que é ensinado de modo direto, de preferência baseado na própria ideia e interpretação. Se você reconhece o valor do que você está aprendendo, aprender sinceramente, com a mente aberta, é a chave mais importante para o desenvolvimento.


Entre os uchideshi que treinam sob minha direção, há um que tem a mente sinceramente aberta e outro que não. Por exemplo, se eu recomendo um livro para leitura, o uchideshi de mente sinceramente aberta inicia imediatamente a leitura a fim de conhecer o livro a ele recomendado. No entanto, o uchideshi que não possui esse estado de mente falha na leitura, dando várias desculpas. Mesmo me acompanhando várias vezes no ensino de outros estudantes, ele não aprende o que supostamente deveria aprender pela mente não estar aberta e sincera. Apesar desse seu caráter, eu o ensino e instruo profundamente, então um dia ele virá a ser um grande instrutor, no entanto, leva tempo para ele compreender sua atitude errada.


Limpar nossa expriência e conhecimentos passados e esvaziar nossa mente é necessário quando começamos a aprender algo. Isso é importante para compreender "o que o mestre quer me ensinar" especialmente "como eu interpreto os ensinamentos do mestre" enquanto aprendo. Após receber o ensinamento do mestre diretamente, se você pensa que não é útil, você pode colocá-lo de lado.


Você pode dizer:

"Isso é o mesmo que aprendi no passado".

"Isso é o mesmo que outro professor me disse no passado".

"Isso é o mesmo que eu li naquele livro".

"Os ensinamentos de meu mestre são diferentes de meus pensamentos".

Isso e mais coisas como essas são o que as pessoas dizem quando aprendem coisas novas sem a mente sinceramente aberta.

Em minha experiência, se você se considera como alguém " de mente sinceramente aberta", você precisa ser cuidadoso. É melhor começar o aprendizado considerando a possibilidade de que você não tem a mente sinceramente aberta.


A seguir está a prática e a validação:

Ponto de prática・ Faça algo com a mente sinceramente aberta. (ex: aprenda com a mente sinceramente aberta, experiencie com a mente sinceramente aberta, leia com a mente sinceramente aberta etc.)

Ponto de validação・Observe as consequências de agir desse modo em todas as situações.

18 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

A Vida de Tempu Nakamura (6)

Por Sawai Atsuhiro RETORNANDO AO JAPÃO Antes de voltar ao Japão, Saburo foi à terra, em Shangai, para uma troca de navios. Ali ele encontrou um de seus velhos amigos, o sr. Enza, embaixador japonês na

A Vida de Tempu Nakamura (5)

Depois de alguns dias, Saburou notou que era capaz de ouvir cigarras trinando, o som do vento tocando a folhagem, e mesmo o uivo de uma pantera e de um lobo no fundo da floresta. Feliz, ele contou tud