• Wilson Sagae

Determine seu modo de encarar o aprendizado

Atualizado: Fev 23

Por Shinichi Tohei


Entre aqueles que treinam Shin Shin Toitsu Dô e Shin Shin Toitsu Aikidô há um bom tempo, há muitos que têm o objetivo de tornarem-se instrutores. É maravilhoso que eles desejem se colocar a serviço do mundo, colocando em prática o que aprenderam.

Dos meus estudantes que têm como objetivo tornarem-se instrutores sempre escuto a pergunta: como instruir? Apesar de eu querer satisfazer a curiosidades deles, devo confessar que não posso.

Isso porque não há um "método de ensino" que seja realmente importante para o instrutor, o importante é ser proficiente no modo como encarar o ensino.

Após eu dar uma palestra, eu ocasionalmente pergunto aos presentes coisas como:

Com que expressão facial eu conduzi esta palestra?

Em que ordem eu apresentei as coisas nesta palestra?

Onde eu me posicionei enquanto instruia?

Vocês poderiam me dizer o tamanho das letras que eu escrevi no quadro?


A grande maioria dos participantes não conseguem responder essas perguntas. Para os iniciantes é mais difícil dar-se conta de muitos detalhes. No entanto, é diferente para aqueles que pretendem ser instrutores.


Desde que eu esteja demonstrando em frente a eles, é uma grande perda não prestar atenção. Porque eles têm o modo de encarar do estudante quando eles não observam meu modo de ensino. Na maioria das situação é indispensável encarar o aprendizado como um instrutor.


Eu gostaria de dividir com vocês uma experiência que teve grande valor para mim.

Isso aconteceu quando eu estava como uchi-deshi pela primeira vez recebendo instrução de Tohei Sensei . Minha primeira tarefa como uchi deshi foi ser otomo ou assistente pessoal de Tohei Sensei em uma de suas palestras. A palestra terminou com grande sucesso e eu cumpri minhas funções propriamente. Não, isso foi a impressão que tive, de ter cumprido bem minhas tarefas.


Ao final, houve um pedido de palestra feito por uma pessoa que estava presente. Como nós não poderíamos agendar para Tohei Sensei dar uma palestra, foi-nos perguntado se não poderíamos enviar alguém do Hombu Dojo em seu lugar, ou não sendo possível, simplesmente enviar alguém. Tohei sensei me disse, "Certo, vá você."

Eu respondi, "Obrigado, mas eu não tenho experiência como palestrante."

Então Tohei Sensei me disse, "Mas eu mostrei para você, não mostrei?"


Eu tive um terrível choque.


Isso porque eu pensava que ser otomo significava estar ao lado de Sensei em atendê-lo e, por essa razão, eu não prestei atenção como ele deu a palestra. Tohei sensei disse, "Você precisa ser capaz de fazer as coisas depois delas serem mostradas a você uma vez." Eu lembro dele explicando isso para mim.


Desde então, onde quer que ele me tenha como otomo, eu presto a mais profunda atenção ao modo como Tohei Sensei instrui: Com qual estado de mente ele faz a palestra; em qual posição ele se coloca em pé; como ele olha para a plateia; em que ordem ele fala as coisas; quão alto é sua voz. Em uma década ele me teve como otomo mais de mil vezes em palestras e seminários, e essa experiência é algo que eu não troco por nada.


Não houve nem uma única vez em que alguém me instruiu em metodologias de palestra ou de ensino. A principal e única coisa que me foi ensinada foi como ensinar o modo de agir de um instutor. Eu sou muito grato que eu seja capaz de ensinar esse modo de agir corretamente no ensino  desde o início.


Não estar pronto para aprender é como coletar água em uma peneira. Não importa quanta água você coloque dentro, ela não se acumula. Primeiro de tudo, fixe seu objetivo em aprender e então coloque a água. Você estará em um estado na qual a água irá se acumular. Para esse propósito, o que eu aconselho a todos aqueles que têm como objetivo tornarem-se instrutores é não um método de ensino mas o aprendizado do modo de agir de um instrutor.


Mesmo para aqueles que não são instrutores o modo de encarar o aprendizado é muito importante. Mais importante do que decidir o que estudar para conquistar graus, é fixar seu objetivo no modo de encarar o aprendizado.


Pontos a praticar:

- Observe seu modo de encarar o aprendizado e grave como isso ocorre.

- Nomeie três coisas que você pensa serem importantes no modo de encarar o aprendizado.

- Coloque essas três coisas em prática.


Pontos a validar:

- De que modo as três coisas melhoraram a eficiência de seu estudo?

- Que tipo de mudanças ocorreram no seu modo de encarar o ensino?

0 visualização